Miami
16/02/2019

O que fazer em Miami?

Caso você esteja perdido e ainda não saiba como chegar em Miami e onde se hospedar, não deixe de ler este post. Agora, se você comprou sua passagem na loucura e não tem a menor ideia do que fazer lá, você está no post certo. Claro, você pode ser do tipo que vai para Miami em qualquer oportunidade, mas a única coisa que você visitou lá foi um mall, então, resumindo, você não sabe nada de Miami.
Leia até o fim e se impressione com as opções.

South Beach – Fonte: Viagem, comes e bebês

Como eu já disse antes, Miami é dividida em dois mundos distintos: Centro (Dogntown) e praia (Beach). Na praia, você tem o ponto de maior movimento que é South Beach e algumas outras opções interessantes também.
Vamos por partes então.
Vou tentar ser bem didático:

MIAMI DOWNTOWN 

Fonte: Viagem, comes e bebês

1. Skyline

É como de qualquer outra cidade grande. Não acho nada de mais e nem de diferente o Skyline de Miami. Muitos prédios altos, envidraçados, novos.
O que acho diferente aqui é que o céu da Flórida (não me pergunte o motivo) é lindo. Quando está na época de chuva, fica assustador. Do contrário, tem um tom de azul único, o nascer e o pôr do sol são incríveis também. Bom, aí o Skyline fica um tanto quanto distinto da avenida Paulista ou da Berrini, se é que você me entende.

2. Wynwood Walls

Sim, você pode achar que são só umas paredes cheias de pinturas, de grafite. Mas não é! É pura obra de arte na rua. Vale muito a pena ver, ainda mais porque é um trabalho incrível de revitalização da cidade e é a céu aberto. São artistas do mundo inteiro que têm a oportunidade de expôr seu trabalho nessas ruas de Miami. Nunca fiz, mas tem opção de tour guiado, inclusive com artistas locais. Se você estiver de carro, dá para estacionar nas redondezas por cerca de U$2.00 a hora.
É importante você saber que os muros principais estão entre as ruas NW25 e NW26 e aproveite para almoçar ou jantar por aqui também. O clima diurno é bastante familiar e o noturno reúne todas as tribos, estilo Vila Madalena em São Paulo, sabe?

3. Little Havana

Um pedacinho de Cuba dentro de Miami. Aqui parece que o tempo parou. Você encontra restaurantes tradicionais, comida de rua, arte local e, claro, charutos legítimos.
Fica ao sul, na região  da SW8 e é exatamente por isso que o bairro é conhecido como Little Havana ou Calle Ocho. Vale a visita, mas, normalmente é uma passagem rápida, já que é um bairro até que grande, mas os pontos turísticos estão reunidos em poucos quarteirões.


4. Villa Vizcaya

É uma mansão imensa nas proximidades de Miami Downtown. Uma casa do início do século passado onde você vai encontrar muita história e entender um pouco a sociedade da época. Hoje é um museu e está muito bem conservado e com jardins sensacionais.
Vale muito a pena se você curte obras de arte e história!
Aproveite e já conheça as riquezas de Coconut Grove.


5. Zoo de Miami

Zoológico sempre é zoológico. Agrada muitos, revolta outros, não faz diferença para alguns. Enfim… normalmente as crianças adoram.
O de Miami é um dos maiores da Flórida. Não fica tão pertinho de Miami Downtown, mas tá valendo. É enorme e garante um dia inteiro de diversão. Tem mais de 2000 animais de diferentes regiões do mundo. Dá para fazer um excelente piquenique com a criançada e com a “adultada” também!! Escolha um dia de sol, senão já viu né?!

6. Phillip & Patricia Frost Museum of Science

Foi inaugurado há pouco mais de 1 ano e ainda não tive a oportunidade de ir, mas o que eu tenho acompanhado nas notícias, é que é um museu interessantíssimo para adultos e crianças. Ótimo para ir em um dia de chuva, por exemplo. Ele reúne um museu de ciências, um aquário e um planetário, tudo em um só lugar. O prédio, localizado na Biscayne Blvd é lindo, a entrada para adultos custa U$30.00 e para crianças de 2 a 11 anos, U$21.00. Gratuito para crianças menores de 2 anos e aberto todos os dias do ano das 9h30 às 18h00. Fica do lado da American Airlines Arena e dá para ir de Metromover (estação Museum Park). Quem estiver de carro, tem estacionamentos a preço de Miami (parecido com avenida Paulista, sabe?). Aproveite este dia de visita e dê uma volta no parque (onde está o museu) e visite a Arena também.


7. American Airlines Arena

É o ginásio oficial do Miami Heat, da liga de basquete NBA. Lindo por fora, principalmente quando está todo iluminado, e muito organizado por dentro. Além das muitas partidas de basquete, vira e mexe o ginásio recebe shows e concertos musicais. É aquele tipo de ginásio que pode ser reestruturado em diferentes formatos, estilo Madison Square Garden em NY. Até o Roberto Carlos vai cantar lá no Carnaval deste ano (olha aí, aproveita!!). A visita vale a pena. Tem uma loja da NBA dentro, mas, se você está lá, aproveite para assistir uma partida de basquete (entre outubro e maio) ou um show. É emocionante!


8. Bayside Marketplace

Mais um shopping, mas esse tem um estilo bem diferente. É todo aberto e tem uma grande varanda “por cima” do mar, bem em frente ao Port of Miami, de onde saem as centenas de cruzeiros para o Caribe e outros lugares. Tem bastante lojinhas, alguns quiosques e muitos restaurantes para todos os gostos. Você pode estacionar no shopping e ir a pé ao Museu, à Arena, ao parque e aproveita para jantar em um dos restaurantes de lá. Não é tãããão pertinho, mas você está de férias, então um exercício é bom de vez em quando.


9. Venetian Pool

Fica também meio longinho de Miami Downtown, já em Coral Gables, mas é um lugar lindo caso o seu hotel não tenha piscina, caso você decida (?????) ficar longe da praia ou caso você queira ver como é uma piscina construída no início do século passado. Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer, mas conheço algumas pessoas que foram e gostaram muito da experiência. Eu já fui em outras piscinas pelo mundo (tipo clube, sabe?) e sempre foi bem bacana. Não é um lugar tão turístico, então é bacana para conhecer bem a cultura local. O que me disseram é que, nesta piscina, a maioria dos frequentadores são latinos, mas, mesmo assim, essa é a cultura local de Miami.
Na minha próxima visita à cidade, pode deixar que eu conto os detalhes!

10. Fairchild Tropical Botanic Garden

É um jardim botânico até que grandinho, bem ao sul de Miami Downtown e Coral Gables. No meio do caminho do Zoo.
Lindo, bem cuidado, mas não tão grande a ponto de gastar um dia todo na visita.
Dica: passa lá antes de ir para o Zoo!

MIAMI BEACH

South Beach – Fonte: Viagem, comes e bebês


1. LINCOLN ROAD

Uma das ruas famosas de SoBE (assim que é chamada South Beach). É bem grande, mas tem uma boa parte que é fechada para pedestres.
É beeeeeem turística.
Lembra um pouco os bons tempos da Florida em Buenos Aires.
Tem restaurantes, lojas, bares. Tem gente de todo tipo, das mais normais às mais esquisitas. Bem interessante!


2. COLLINS AVENUE

Outro ponto bastante turístico que, com certeza, você já viu em um monte de filmes que retratam Miami. É a rua que corta a cidade (a parte da praia) de ponta a ponta. É onde ficam todos os hotéis, muitos restaurante, baladas e é onde você encontra o verdadeiro estilo Art Deco presente nos cartões postais da cidade.


3. Ocean Drive

É A rua famosa. Quase toda a Art Deco está concentrada aqui.
É uma paralela à Collins Avenue, com um jardim imenso na frente e que tem mais ou menos 2km de um aponta a outra. E adivinha onde acaba? Em South Ponte Pier.


4. South Pointe Pier

É a pontinha de Miami Beach. Um super parque bem legal para crianças e adultos e com uma vista sensacional do mar e dos milhões de cruzeiros que saem todos os dias de Miami. Dá para andar de bicicleta, patins (bem comuns por lá). Dá para correr, fazer piquenique, descansar, tomar sol. E tem uma pontinha da praia bem calminha e com bastante areia para fazer castelinhos! Aproveite!


5. Bal Harbour

Se você estiver afim de passar vontade e ser esnobado por qualquer tipo de pessoa, desde o funcionário que limpa o chão e recolhe lixo, o segurança, o lojista e a madame com jóias impagáveis, você achou o local certo! Você tem duas opções na vida: ou você é bilionário e vai sempre ao Bal Harbour fazer as comprinhas do mês (quem é bilionário talvez nunca tenha ouvido essa expressão), ou você é como eu, que gosta de sofrer. Enfim, o Bal Harbour é um shopping extremamente chique e caríssimo na região de Miami. Lembra bem o estilo do Shopping Cidade Jardim, em São Paulo, mas é muuuuuuito mais caro. Comprei um chocolatinho e gastei mais de U$25.00. Acredite!


6. A praia (enfim)

Talvez você esteja pensando: nossa, se eu sei contar, aqui tem 10 indicações de pontos turísticos em Miami Downtown e só 6 em Miami Beach. Por que será que ainda assim, ele (eu, no caso) insiste em dizer que ficar na praia é melhor do que ficar no centro? Pare de pensar e simplesmente acredite! O clima que você imagina de Miami (o que vemos nos filmes…) está concentrado em Miami Beach. É um lugar do lado do outro (não dá para ir a pé, de jeito nenhum, você vai morrer de sede e calor! Por que você acha que estou sendo tão enfático??? Só no mapa sem escalas parece perto), mas parece que as pessoas e tribos não se misturam. Vai entender…

ARREDORES:

Quer saber mais sobre os arredores de Miami? Só clicar aqui.

O que você achou desse post? Comenta aí!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *