Dubai
10/01/2017

Dubai Mall

Depois do aquário (quem não sabe o que estou falando, pode ler aqui), fomos dar uma voltinha pelo pequeniníssimo Dubai Mall. Este shopping é o maior do mundo, com aproximadamente, 2000 lojas. Para que vocês tenham ideia, andamos, mais ou menos, 8 km lá dentro!!!



Ele é dividido em departamentos, então tem o de joias, o de sapatos, o de roupas de marcas famosas, o de bolsas, o de comida, claro. Tudo regado a muito luxo, padrão Dubai. E é engraçado perceber que quanto mais caras são as lojas em um determinado ambiente, mais vazio fica.

Andamos para lá e para cá, subindo e descendo. Para,os para almoçar na Cheesecake Factory, para matar as saudades da Flórida. Cara como sempre, mas mantendo exatamente o mesmo padrão dos EUA.

Andamos mais e mais… Eu sabia que, a cada 30 minutos, a partir das 14h00, tinha um show das fontes dançantes. Dizem que maior que as de Las Vegas (ainda não fomos para lá…). Então, quando eram 14h10 começamos a nos dirigir para a tal da fonte. Imagina o resultado? Conseguimos encontrar a fonte só às 14h45. Isso porque eu tinha um mapa, tinha mapa interativo espalhado por todos os lugares e também tinham placas. Entendeu o quanto se anda no Dubai Mall? Estava tocando uma música do Andrea Bocelli, com as fontes jorrando água muito alto. Bem lindo, mas assistimos o espetáculo debaixo de um sol escaldante…

Ainda bem que chegamos no meio…
Olha o Sky line de Dubai por trás das fontes.

E o recém-visitado por nós, Burj Khalifa. Não cabe nem inte ri na foto…

Saindo de lá, procuramos a Waterfall. Pelas fotos que tinha visto, parecia ser bem bonito. Quem disse que era fácil de achar. Rodamos mais uns 30 minutos e aí sim, depois de ir e voltar para lá e para cá umas 100 vezes, encontramos a tal da cachoeira. Bonita, mas não valeu os 2 km que andamos!

Tem até táxi para circular por dentro do shopping, caso você esteja cansado, ou seja preguiçoso mesmo.

No meio do caminho, esqueci de dizer que passamos por uma pista de patinação no gelo e uns brinquedinhos para as crianças, também relacionados com neve. Nem pensar em deixar as meninas brincarem. Custava R$30,00 para cada uma brincar de fazer guerra de bolas de neve por 15 minutos. Não, não, não… Melhor esperar outras férias e elas fazem de graça nas ruas, quando formos para um lugar que neve! Ficaram só na vontade…

Estávamos exaustos de tanto andar, então decidimos ir embora. Queríamos conhecer o metrô de Dubai, então, como tinha uma estação dentro do shopping e outra muito próxima ao nosso hotel, era uma ótima oportunidade!
Antes disso, no caminho, paramos na Cold Stone Creamery. Para quem não conhece, é uma rede americana de sorvetes. Você escolhe o sabor e os toppings (coberturas/recheios) e eles colocam tudo em uma pedra congelada e usam duas espátulas para misturar. Depois colocam em um potinho ou em uma casquinha decorada e aí é só diversão!

Enfim, não recomendo! Diferente do meu comentário sobre a Cheesecake Factory, a filial de Dubai da Cold Stone nada tem a ver com o que se encontra nos EUA. A qualidade do sorvete não é a mesma e a quantidade que vem é do tamanho de uma bolinha mini de sorvete. Acho que os americanos têm um surto quando se deparam com isso!!!
Bom, acabamos nosso decepcionante sorvete e estávamos quase de frente para a estação do metrô, dentro do shopping, lembra?
Pois é, já explico…
Essa estação chama Dubai Mall e a porta que fica no shopping, chama Dubai Mall Metrolink Station. É a mesma estação, com a diferença que você deve andar, mais ou menos, 2 km – sim, não é mentira! – sobre esteiras rolantes para chegar até os trilhos do metrô… Só em Dubai mesmo, né?

Depois da andança toda (você deve pensar agora… Ah, mas era sobre esteira rolante… Claro, mas se ficássemos parados esperando rolar a esteira, primeiro que seriamos atropelados, e, segundo, demoraríamos umas cinco horas para chegar até a estação. Então, a esteira ajuda, mas não dá para contar só com ela… Coloque os músculos para funcionar!) chegamos até a estação e o lugar para comprarmos os tickets.
Não pense duas vezes, fique na fila comum. Não tente ir nos caixas automáticos, como o melhor sabidão do mundo. Tem milhões de opções de tickets, inclusive, assim como em outras cidades grandes do mundo, variando o preço conforme a distância rodada, e quase tudo escrito em árabe… Então, calma lá! Fique na fila e peça ajuda ao vendedor. Foi rápido, fácil e indolor! As crianças até 5 anos não pagam e o nosso ticket custou 8 Dirhams cada. Guarde seu ticket para conseguir sair da estação, no seu destino.
O metrô é super limpo e funciona igualzinho em qualquer outro lugar do mundo, mas… Tem algumas particularidades. Tem um vagão só para mulheres e crianças, no qual homem paga multa se viajar ali e tem o vagão de primeira classe, que só entra quem tem o ticket para isso (o cara do balcão de vendas de ticket me perguntou, mas por favor né, além de andar de metrô, quer ir de primeira classe? Ah não!) Eu nem sei quanto custa isso, mas sei que a diferença é que todo mundo vai sentado. Não vi nenhuma outra vantagem…

Achei que valeu bem a pena ir de metrô. Além da experiência, economizamos uns bons 40 Dirhams! Pena que ainda não cobre toda a cidade…
Essa foi a melhor vista do Burj El Arab que tivemos durante nossa curta estadia… Do metrô…

As estações do metrô são facilmente identificáveis. Tidas seguem o mesmo padrão.

Deu tempo ainda de ir na piscina do hotel. Ainda com o calorão passamos um pouco de frio, pois ventava muito. Já era fim da tarde o sol já estava muito baixo. Ficamos só uns minutinhos e já fomos para o quarto, tomar banho e sair para jantar.
Dessa vez escolhemos o Batutta Mall, na frente do nosso hotel.
Olha a maquete dele aí…

É um shopping meio feinho, nada a ver com o Dubai Mall, mas gigantesco! Para chegar na área dos restaurantes, andamos mais 1,6 km DENTRO do shopping. Ah, e detalhe… Não nos perdemos (foi praticamente em linha reta). Escolhemos dessa vez um turco, para matar as saudades de Istambul e pronto… Acabou a nossa estadia nessa cidade totalmente única.
Agora arrumar as malas, acordar cedo e rumo à Tailândia! 😜😜

O que você achou desse post? Comenta aí!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *