Ásia
27/12/2016

Próximo destino: Dubai – como é viajar com a Emirates

É pessoal, eu sei que muitos vão dizer que demoro uma década para fazer mais um post no blog, mas a vida é corrida e, vou confessar, prefiro postar algo bacana e útil, quando tenho tempo, a colocar qualquer coisa se, graça só por obrigação…
Não é fácil escrever e formatar todo o texto e as fotos, por isso sempre fico meio ausente. Dessa vez não vou prometer nada, vamos deixar acontecer!


Agora trago a vocês novidades do meu próximo destino: Dubai. Na verdade, ainda nem cheguei lá, mas me empolguei tanto com a companhia aérea que estou voando que resolvi, aqui mesmo no avião, escrever um post… A companhia, como vocês já viram no título do post, é a Emirates, considerada uma das melhores do mundo! E não é para menos…
Sempre tive muita vontade de viajar com essa companhia e, quem sabe, até pilotar um de seus aviões…😜, mas sabe como é… Meio cara demais, vai para lugares longe demais, não dá para ir e voltar em um fim de semana… Enfim, chegou a hora!

Fiz check in dois dias antes do vôo para garantir. Chegamos (sim, obviamente, vai a renca toda!) 4 horas antes, pois pretendíamos jantar no aeroporto (o vôo decolava à 1h25 da manhã e, para quem não sabe, tudo fecha no aeroporto de Guarulhos por volta das 23h00 – não entendo bem o motivo, mas vamos lá…). Quando chegamos, já tinha uma boa fila, mas não demoramos mais que 30 minutos para despacharmos as bagagens (para quem lembra do Japão, já sabe que não levamos muita coisa – dessa vez embarcamos com uma mala média e outra um pouquinho maior, para sobrar algum espaço para quinquilharias… Mas totalizavam 33kg).
Check-in muito eficiente, mas nunca consigo entender o motivo de fazer check-in on-line no Brasil, já que pedem toda a documentação de novo e registram tudo de novo no sistema. Bom, check-in feito e fomos até a praça de alimentação jantar. Vamos pular toda essa parte e vamos direto ao que interessa: 0h25 e chegou a hora do embarque. Uma multidão se acumulava nos dois portões de embarque e os procedimentos começaram – prioridade, depois executiva e cartões fidelidade premium (a primeira classe embarca separado, em uma fila especial: afinal quem está disposto a pagar R$84.000,00 (sim, para uma pessoa!!!), deve ter algum privilégio…) e depois chegou a nossa vez. Estávamos na fila e uma moça veio nos chamar para embarcar junto com as prioridades (as bebês já não são mais bebês… Elas têm 4 e 5 anos, mas… tudo bem). Fomos lá na fila especial e entramos no avião…
Para minha surpresa, era um avião normal, passamos pela executiva, renovada e bacana como muitas outras companhias e a econômica também bem tranquila… Tela individual de bom tamanho, assentos 3x4x3 de tamanho comum, bem arrumados, com fone de ouvido bom, travesseiro e cobertor. Tá bom, é porque será que é considerada a melhor?

Começou a movimentação da aeronave pontualmente à 01h25 e decolamos de uma forma extremamente leve, em seguida. O entretenimento à bordo é bem variado. Centenas de opções para todos os gostos. Escolhi meu filme (a grande maioria só em inglês ou espanhol, mas tinha algumas opcos em português também) e lá vamos nós.
Assim que atingimos uma altitude razoável, os comissários (alguns brasileiros, inclusive), distribuíram uma nécessaire com meias, protetores de ouvido, máscara para os olhos, escova de dentes e de cabelos. Distribuíram também um cardápio e uns adesivos para você ser acordado somente se quiser e quando quiser.


Após aproximadamente 1 hora de vôo, serviram o café da manhã. Eu tinha reservado refeição infantil para as meninas, então elas receberam primeiro. Junto com a refeição, veio uma bolsa térmica cheia de coisinhas, um ursinho de pelúcia com um cobertor e um livrinho de pintura e adesivos, com uma caixinha de lápis de cor. Olha aí o que veio…

Em seguida, chegou a refeição dos adultos, muito bem arrumada e bem gostosa para os padrões da aviação. Omelete com batatas lyonnaise (batata salteada com cebolas) e cogumelos, croissant, manteiga, requeijão, geleia, suco de laranja e frutas, mas as opções de bebidas oferecidas pelos comissários extremamente educados.

Comi e dormi. No meio da noite, em meio aos muitos avisos de apertar os cintos (com a mínima turbulência ou sinal dela, o aviso acende e, não contente, os comissários e o piloto avisam sobre isso. Enfim, no meio da noite, acordei e o céu estava estrelado! No teto do avião acendem milhões de luzinhas que dão a impressão de um céu estrelado… lindo!
Fui ao banheiro, assisti mais um pouco do filme e, dali a pouco, mais um lanchinho servido: uma empanada de frango (muito bem acondicionada e servida em um prato) com bebidas à vontade. Para as crianças, um sanduíche, suco de caixinha e chocolate.
Dormi mais um pouco e, depois de umas 10 horas de vôo (tempo total, quase 14 horas), serviram o almoço. Um peixe branco delicioso, com purê de batat e ervilhas salteadas, salada de batatas com peru defumado, bolo mousse de chocolate, pão, manteiga, requeijão e polenghinho. Bebidas também à vontade. Para as crianças, um macarrão de letrinhas à bolognesa, pão, requeijão, bolachinhas, bolo decorado, saladinha de palmito é uma caixinha para guardar, com salgadinhos e outras tranqueiras.

Além dessa comilança toda, ainda ficava disponível, durante todo o vôo, chocolates, frutas, biscoitos, sanduíches e bebidas.
A organização do avião, o vôo tranquilo, as mil opções de entretenimento, o cuidado com as crianças, a simpatia e cordialidade dos comissários, a cadeira que reclina mais que o normal, as opções e a qualidade do serviço de bordo, talvez justifiquem o título de uma das melhores companhias do mundo… Pena que só voam para muito longe…
Ah, e esqueci de contar que, no nosso avião, estava Ronaldo e toda a sua filharada… Na executiva, é claro!

2 respostas para “Próximo destino: Dubai – como é viajar com a Emirates”

  1. Dubai – A chegada e algumas informações práticas  – Viagem, comes e bebês disse:

    […] – tem que viajar com a Emirates! FALSO – a Etihad também pode ser seu sponsor e qualquer outra companhia aérea, desde que você tenha o seu bilhete de volta comprado e seu último destino não seja Dubai, ou seja, caso você so venha para Dubai mesmo, sugiro a Emirates, caso seja uma escala, curta ou longa, fique à vontade (mas ainda assim sugiro a Emirates… Leia meu último post). […]

  2. Old Dubai – onde tudo começou  – Viagem, comes e bebês disse:

    […] Lembra que viajamos aquela montanha de horas e estávamos meio confusos com o fuso? (Para quem não sabe do que estou falando, clique aqui). Claro! Acordamos um pouco atrasados e acabamos de tomar café às 9h30 – a mesquita fica a […]

O que você achou desse post? Comenta aí!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *