Kanazawa
13/01/2016

Lavando roupa no Japão 

Como já contei em um post anterior, trouxemos somente duas malas pequenas para a nossa viagem pelo Japão. Obviamente, em algum momento precisaríamos lavar roupa… E é isso que eu quero relatar neste momento.
Quando fiz minhas reservas de hotel, me atentei a buscar alguns hotéis que oferecessem o serviço de lavanderia, porém não o serviço comum de lavanderia, mas sim o auto-serviço.

Na verdade, uma infinidade de hotéis pelo mundo oferece o serviço de lavanderia (leva e traz), mas é muito caro. Imagina lavar um monte de roupa… Ficaria mais caro que a diária do hotel! Então, o auto-serviço funciona muito bem!
Nos EUA, por exemplo, é super fácil encontrar esse tipo de lavanderia (coin laundry), no qual você insere moedas na máquina e ela liga. Tem, inclusive, redes famosas disso e um buscador neste link. Nos hotéis (não os mais chiques… – os mais comuns) é comum até ter lavadoras e secadoras gratuitas para o uso dos hóspedes.
Na Europa, também encontramos diversas opções, tanto em hotéis, quanto em casas especializadas. Qualquer dia conto nossa experiência na Grécia…
No Japão, um país super desenvolvido e que, teoricamente, as pessoas não têm tanto espaço nas suas casas para lavar roupa e estender para secar (como muitas vezes fazemos no Brasil), imaginei que também seria bem fácil encontrar isso…
Bom, voltando, procurei alguns hotéis que oferecessem máquina de lavar para seus hóspedes. No site que fiz as reservas, dizia que tinha lavanderia, mas não especificava o tipo e era bem difícil entender que tipo era, então, resolvi arriscar e reservei assim mesmo, com o risco de chegar, constatar que o serviço era aquele mais caro e ter que procurar alguma alternativa pela cidade (o que, de novo, imaginei que seria bem fácil).
Na primeira parada que fizemos, em Kanazawa, tinha máquinas de lavar no nosso hotel. Perfeito! Vamos lavar o que está sujo!
No último dia que estávamos lá, me dirigi até a máquina, que era no meu andar e fiquei parado na frente, tentando entender como funcionava, por uns 20 minutos… Tinham instruções em inglês, mas cheia de erros, que não dava para entender ao certo se eu tinha ou não que colocar o sabão e o amaciante.
Desci na recepção e perguntei… Não resolveu muito, pois a recepcionista falava inglês pior que as instruções da máquina… Aí que o Japão ganhou mais um ponto comigo…
Ela, simplesmente saiu do seu posto (pediu que alguém a substituísse) e foi até um outro andar comigo, me mostrar como funcionava a máquina! Nesse andar, TINHA que colocar o sabão; no meu, não! Era isso que ela queria me explicar e era o que diziam as instruções (não sei em que língua (???)).
Ótimo! Tudo entendido, busquei as roupas e lá fui eu, feliz!
É… Outra dúvida: tinha que escolher se queria só lavar (por 100 ienes), lavar e secar (500 ienes) ou só secar (100 ienes a cada 30 minutos). Não entendi a conta, então óbvio, lavei (100 ienes) e depois sequei (100 ienes)!!!
Pois é… Não deu muito certo… Depois do ciclo de secagem, as roupas estavam completamente úmidas (e, sim! Antes que você pense algo ruim sobre mim, eu sei lavar roupa e não coloquei somente para centrifugar, mas era o que parecia que estava acontecendo…). Fiz mais um ciclo, e mais outro e desisti! Voltei para o quarto e pendurei as roupas em todos os lugares que vocês podem imaginar!
No dia seguinte, tínhamos que ir embora. A maioria das roupas estavam secas, mas nem todas… No meio do corredor tinha uma prensa de roupas.  Levei para o quarto e tentei, no desespero, colocar as roupas ali, mesmo contrariando as instruções que diziam que não se deveria colocar roupas úmidas… Não adiantou nada. Até melhorava um pouco, mas demorava uma eternidade para secar.
Embrulhei aquilo que não estava seco e pensei: no próximo hotel nós lavamos de novo…
Não foi bem assim… Não tinha máquina no próximo, nem no outro, nem no outro… Tive que estender as roupas pelo quarto… E secaram sem ficar cheiro de mofo, acreditam?
Pois é… Somente em um dos nossos hotéis tinha o serviço que eu queria…
Tá, tudo bem, você deve estar se perguntando: o que eu fiz então?
Em Kyoto, na metade da nossa viagem, logo que cheguei no hotel, busquei intensivamente no Google, uma coin laundry, laundry, auto laundry, busquei até em japonês. Achei uma que ficava a 2km. Não deu outra, pensei: vou levar todas as roupas na mochila e é nessa que eu vou amanhã cedo, depois do café.
Dia seguinte, acordo cedo, pego um mapinha das redondezas do hotel para encontrar uma padaria e aí vou eu… Eis, que olho bem no mapa e vejo escrito: “laundere”!!! Bingo! Como não pensei nisso antes (???). Era uma lavanderia (também não sei em que língua), e ficava bem perto do hotel (a 300m). Fui até lá prontamente para saber como funcionava. Chego lá e estava TUDO em japonês!!
  
Parece fácil… Tem até desenho… Mas e o medo de colocar a roupa ali e estragar tudo… Se fosse tão fácil, porque teria tanta coisa escrita?
Uma senhora, que parecia a dona da lavanderia, me viu parado em frente, atônito, e me ofereceu ajuda. Me explicou tudo em inglês (muito bom), com detalhes e ainda me levou de volta pessoalmente até o hotel por um atalho! Lindo! Mais um ponto para o Japão.
Dia seguinte voltei lá, lavei tudo e fiquei feliz!!!

só máquinas profissionais

um montão de roupa

 

banquinhos minúsculos para sentar

 

local para deixar os sapatos – e você ainda ganha um chinelinho

 Com direito a banquinho, chinelinhos e balança para pesar sua roupa!
Dicas:
1. Cuidado ao misturar as roupas coloridas e brancas. Lembre-se que a água que sai da máquina é morna, então pode manchar.
2. Respeite o peso máximo tanto da máquina de lavar, quanto de secar.
3. Não se preocupe com o sabão e o amaciante. Eles saem automaticamente da máquina a e são bem cheirosos.
4. Dobre todas as roupas assim que saírem da secadora, assim você não precisa passar.
5. Leia as instruções das roupas, se não souber, tem um fotinho aí abaixo…

6. Se tiver levado alguma roupa mais refinada, use a lavanderia do hotel (e pague bem caro por isso… Quem mandou levar?!)
7. E, não se esqueça: essa é a dica mais importante de todas!!! Se viajar para o Japão, leia todo o blog!!! 😜😜😜

4 respostas para “Lavando roupa no Japão ”

  1. Alessandra disse:

    Parabéns pelo blog e pelas informações.

  2. patricialouro disse:

    Adorei a ultima dica!!!

  3. Ingrid disse:

    Muito bom! Kkkkkkk, esse foi o post mais divertido!
    Olha o nível da aventura só para lavar roupas!
    O mais legal é ver que dá tudo certo no final, rs, eu preciso aprender a ser assim mais leve.
    Já passei perrengue com essa coisa de máquina de lavar, pq não entendia nada (mesmo as instruções estando em inglês) agora em japonês eu sairia correndo!

  4. A experiência em um Ryokan – Viagem, comes e bebês disse:

    […] tínhamos arrumado nossas malas na noite anterior, já que as roupas estavam secando pelo quarto (não entendeu, clique aqui), tomamos um rápido café, fechamos as malas e lá fomos nós de volta à estação. Por que será […]

O que você achou desse post? Comenta aí!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *