Carnes
31/03/2013

A explicação do bacalhau na Páscoa – e uma receitinha

A pedidos, escrevo um pequeno post explicando porque o brasileiro e alguns outros povos do mundo consomem o tão afamado bacalhau na Páscoa.
O bacalhau, desde a época dos Vikings já era usado para alimentação em massa pela grande disponibilidade nos mares do Norte. E foram os bascos que tiveram a ideia de salgar o peixe para conservação e fizeram com que o peixe fosse alimento fácil para a grande massa populacional. A partir daí o pescado passou a fazer parte da alimentação do europeu.
No início do século XIX, o peixe, amplamente consumido pela família real portuguesa, passa a freqüentar as mesas da plebe brasileira.

Quando os portugueses chegaram no Brasil, vieram com o bacalhau e introduziram o peixe por aqui. Com a vinda da família real, o consumo foi concretizado.
Até a Segunda Guerra Mundial o bacalhau manteve seu preço acessível, mas com a Guerra, o preço disparou na Europa e por aqui também e somente a elite poderia consumir.
Como o povo tinha muito apreço pelo peixe, ele passou a ser consumido somente em datas festivas especiais: o Natal e a Páscoa (grandes festas cristãs).
Durante o jejum da Quaresma, quando a igreja proibia o consumo de carne vermelha, os portugueses consumiam o bacalhau. E esse costume veio para o Brasil também!
A tradição do jejum se perdeu um pouco, mas o consumo do bacalhau, principalmente na Sexta-feira Santa, permaneceu.
Dica de viagem: no Porto, não deixem de ir ao restaurante o Bacalhoeiro, lá eu comi o MELHOR bacalhau da minha vida – um bacalhau com natas. E em Aveiro, na praça do peixe, o restaurante O Telheiro, serve um bacalhau com migas fantástico.

O Bacalhoeiro

O Telheiro

Essa foto é minha – meu prato não estava bonito, mas estava delicioso!

Para ilustrar, segue uma das minhas receitas preferidas de bacalhau: o Bacalhau com Natas…

  • 500g bacalhau em lascas dessalgado
  • 500g batatas
  • 300g de natas ou creme de leite fresco (se você não encontrar as natas)
  • Salsa e cebolinha fresca
  • Azeite extravirgem da melhor qualidade
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Azeitonas pretas para decorar

Modo de preparo:

  1. Aferventar as lascas de bacalhau por 5 minutos
  2. Nessa água, cozinhar as batatas cortadas em rodelas médias (não cozinhar demais – para aqueles que entendem a nomenclatura técnica, até fork tender)
  3. Escorrer e colocar em uma assadeira que possa ir ao forno, misturando com o bacalhau (não tem problema se quebrar um pouco as batatas, pois isso vai ajudar a dar textura ao prato). Ajustar os temperos
  4. Acrescentar o creme de leite e regar com azeite
  5. Levar ao forno pré-aquecido a 200 graus por 30 minutos
  6. Salpicar a salsa e a cebolinha picadas e decorar com azeitonas pretas, bem ao estilo português!
  7. Não esqueça de deixar azeite na mesa e… podem se esbaldar!

0 resposta para “A explicação do bacalhau na Páscoa – e uma receitinha”

  1. MAx disse:

    Olha que incrível, eu tentando falar de restaurante português e o que encontro hj? essa receita simples e ótima heim … será que vai entrar no cardápio???
    Muito legal o site e adorei a lavanda!

    • luizcaraujo disse:

      Viu só Max! Pode colocar no cardápio. A lavanda é de um dos muitos campos da Provence tirada em 2009.

  2. Paulo Verissimo disse:

    Ótimo post Chef…

O que você achou desse post? Comenta aí!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *